Jornada contra OS na Fhemig

Sex, 11 de Outubro de 2019 20:56 0 COMMENTS
Imprimir

Trabalhadores do HRAD fazem série de manifestações contra entrega de hospitais ao setor privado

11 Mobilizações HRAD 00

Os trabalhadores do Hospital Regional Antonio Dias (HRAD), em Patos de Minas, estão em crescente mobilização para impedir a privatização dos hospitais da Fhemig proposto pelo governo com a criação das Organizações Sociais na gestão hospitalar. Uma série de manifestação já aconteceu na cidade desde que o governo mineiro declarou a intenção de repassar algumas unidades da Fhemig para o setor lucrativo da iniciativa privada.


No dia 27 de setembro, uma reunião foi realizada no HRAD com a apresentação da proposta do governo. Nesta reunião estavam presente trabalhadores e representantes do Conselho Estadual e Municipal de Saúde (CES-MG e CMS-PM). Após a reunião, os trabalhadores decidiram confeccionar materiais como faixas e camisetas para repudiar a proposta e chamar atenção da população para o modelo de saúde como mercadoria. As faixas ficam afixadas na fachada do hospital para denunciar para usuários de saúde a proposta do governo Zema de entregar os hospitais para o setor privado.

11 Mobilizações HRAD 03
Os trabalhadores também foram à porta do gabinete do único parlamentar da região para cobrar posicionamento contra a privatização de hospitais. O deputado recebeu a comissão de trabalhadores no dia 4 de outubro, afirmou ser contrário à privatização.


As ruas de Patos de Minas foram tomadas pelos trabalhadores nos dias 5 e 10 de outubro. Nesta quinta (10/10), os servidores foram até a Câmara Municipal para alertar os vereadores sobre o risco à saúde da população da cidade. O HRAD é o único hospital regional da macrorregião de saúde da região noroeste do estado e recebe usuários de 33 municípios.

11 Mobilizações HRAD 01


Para a trabalhadora da saúde Aguida Vieira, a “situação é grave em Patos se privatizar o HRAD. A cidade não tem hospital municipal, tem uma unidade hospitalar sucateada que presta alguns serviços para o município e está sucateada porque foi entregue para uma OS administrar”, aponta.
Na segunda-feira (14), os trabalhadores do hospital irão seguir para Belo Horizonte, acompanhados de dois vereadores e conselheiros municipais para participarem da reunião do Conselho Estadual de Saúde (CES) que deverá deliberar sobre o assunto.

11 Mobilizações HRAD 02