Perícia insalubridade Santana do Riacho

Qui, 25 de Outubro de 2018 16:56 0 COMMENTS
Imprimir

Sindicato alerta prefeitura de Santana do Riacho sobre perícia de insalubridade   

Ontem, (24/10) ocorreu a primeira reunião com gestores do município de Santana do Riacho. Estiveram presentes o prefeito, André Ferreira Soares, a secretária de saúde, Andrea da Conceição Freire e o procurador do município, João Paulo Fonseca Durães.

Pelo Sindicato, esteve presente a diretora de Interior, Lionete Pires. A pauta tratou da perícia a ser feita pela prefeitura para aferir as condições de insalubridade dos locais de trabalho em saúde do município.

Os gestores afirmaram que a empresa que fará a avaliação já foi contratada. A diretora do Sind-Saúde alertou que a perícia deverá ser feita nos locais de trabalho uma vez que a verificação do grau de insalubridade não é feita por cargo e sim por ambiente.

O Sind-Saúde também mencionou para a gestão a preocupação com a situação de injustiça a que os trabalhadores são submetidos quando lhes é negado o adicional de insalubridade.

Além de ter um direito retirado, se os trabalhadores não têm as condições de insalubridade reconhecidas, ficam impedidos de se aposentar com 25 anos de trabalho. Por lei, todo trabalhador da saúde que fique em atividade em condições insalubres por 25 anos consecutivos tem o direito à aposentadoria especial.  Atualmente, a prefeitura de Santana do Riacho paga insalubridade para alguns trabalhadores e para outros não o que caracteriza falta de isonomia.

 

Insalubre II