Trabalhadores de Neves sinalizam para dialogo, mas cobram reajuste e melhorias

Ter, 01 de Fevereiro de 2011 00:00 0 COMMENTS
Imprimir


    foto-assembleia.jpg Assembleia Neves 23 de janeiro.jpg 00assembleia neves.jpg 00assembleia neves1.jpg

Reunidos em assembleia, os trabalhadores da saúde de Ribeirão das Neves, cidade da Região Metropolitana de BH, decidiram que as negociações com a categoria devem acontecer diretamente com o prefeito Wallace Ventura. Essa reivindicação dos trabalhadores deve-se ao fato de que o diálogo com a secretaria de saúde sempre encontrou entrave na hora de estabelecer acordos.  A assembleia que marca o início da campanha salarial deste ano aconteceu na última sexta-feira (28/01) e contou com 203 trabalhadores. Os representantes do Sind-Saúde Núcleo de Ribeirão das Neves protocolaram na segunda-feira (31/01) o ofício solicitando a audiência com o prefeito e aguardam o agendamento.

Entre as pautas de reivindicação que será entregue ao prefeito está a questão salarial, o Plano de Cargos, Carreira e Salário (PCCS) e a abertura de concurso para preencher a falta de pessoal na área da saúde. Segundo o representante do Núcleo, Gilberto Pereira, o PCCS foi desenvolvido em 2007 e só em 2009 foi regulamentado, o que ocasionou uma defasagem salarial. Além disso, o salário base de muitos trabalhadores está abaixo do valor do salário mínimo.

“Existe trabalhador com salário menor do que R$400,00. Para cumprir com a Constituição, a Prefeitura paga um complemento. Mas a categoria quer salário e não complementação. O salário base é a referência para outros benefícios e, com essa situação, temos perda no qüinqüênio e na aposentadoria, por exemplo” criticou Gilberto.

Para corrigir essa distorção, a categoria reivindica uma recomposição salarial de acordo com o índice do Dieese.

Uma comissão de 6 pessoas foi escolhida para acompanhar as negociações. Os trabalhadores farão uma nova assembléia após a reunião com o prefeito que ainda não foi marcada.